top of page
  • Foto do escritorEduardo Mayr

DICIONARICES

Gostaria de iluminar nosso dia e nossas mídias com algumas “dicionarices” interessantes e uma reflexão condizente. Por exemplo, o querido leitor sabe o nome que se dá àquele sinalzinho que parece um “S” ao contrário - & - significando “e” no nome das companhias? Pois saiba que ele tem nome. É “ampersand”. É isto mesmo.

Você sabia que as palavras usuais “iniciante” e “lesionar” não existem em português? Pois verifiquem no Aurélio ou em outro dicionário. Não existem mesmo...

Olhar no dicionário sempre é muito bom. Só assim saberemos se o certo é “xifópago” ou “xipófago”, “muçulmano” ou “mulçumano”. Mas é quase impossível confirmar se é “metempsicose” ou se é “mentepsicose”. São palavras “sortidas”. Ou seriam “surtidas”?

Um amigo meu ganhou um doce meio esquisito, chamado “geléia de mastique”. Tinha um gosto meio estranho. Mas o que é “mastique”? É o mesmo que “almécega”. Vamos ao dicionário: “almécega: resina de lentisco”. Entenderam? Pois se não entenderam, vamos ver o que é “lentisco”. Não é o que pareceria ser, lentilha ou algo assim. Está lá: “lentisco: nome vulgar de uma espécie de pistácia, que exsuda um suco resinoso”. Deu para entender? Mas é tão claro! Ou não é? “Pistácia” talvez seja uma espécie de “pistache”. Mas não é bem isto. “Pistácia: gênero de anacardiáceas da Ásia”. Agora sim! “Anacardiácea” todo mundo sabe o que é. Ou não? É um tipo de planta que tem por tipo o “anacardieiro”. E “anacardieiro” é uma árvore teselintácea que produz o “anacardio”. Sendo que “anacardio” é um fruto amarelo, de suco adstringente, com uma pequena castanha... Eureca! É caju!


Pois é. O objetivo do Rotary é, além do serviço à comunidade, estimular o ideal de servir como base de todo empreendimento digno, bem como promover e apoiar o desenvolvimento do companheirismo, como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir. Para isto nossos objetivos são precisos, que fazem parte do nosso quotidiano, e que integram nosso modo de agir, certo que em 2017-2018 nosso lema, na gestão da nossa querida Olindina, presidente então Ian Riseley, tínhamos como lema, “O Rotary faz a diferença”. E é esta diferença que nos torna tão caros e necessários no mundo atual, em face de nossa prova quadrupla: é a verdade? É justo para todos os interessados? Criará boa vontade e melhores amizades? Será benéfico para todos os interessados?




Texto - Eduardo Mayr

Associado Honorário do Rotary Club de Copacaban

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page